sexta-feira, 29 de maio de 2009

Você é um cidadão da sociedade de consumo?

Para refletir:
" O termo reciclagem consegue, de fato, inspirar várias reflexões: evoca irresistivelmente o ciclo da moda, onde cada qual tem de estar ao corrente e de reciclar-se todos os anos, todos os meses e todas as estações, no vestuário, nos objetos e no carro. Se não o fizer, não é verdadeiro cidadão da sociedade de consumo. Ora, é evidente que em tal caso não se trata de progresso contínuo: a moda é arbitrária, móvel e cíclica, nada acrescentando às qualidades intrínsecas do individuo. Possui, no entanto, o carácter de profundo constrangimento e o seu critério é o sucesso ou a relegação social. " 















JEAN BAUDRILLARD, A Sociedade de Consumo. (1975). p157


|Contribuição|
Bruno Aburjaile 
valeu Bruno!!! 

2 comentários:

Angel disse...

Esse tema daria horas de discussão... penso que esses objetos, a moda e todo o comportamento na realidade são signos, onde os indivíduos podem se expressar e demonstrar sua identidade de uma forma mais rápida, instantânea, mas nem por isso superficial.

As tendências da moda por exemplo, se originam de pesquisa e estudos detalhados que podem acrescentar algo, se bem interpretados (na minha opinião).
O bacana disso é não tornar o objeto ou mesmo, a moda em si uma forma vazia, banal e inconsciente de fazer parte da sociedade.

Abou-rJeille disse...

Talvez seja uma falsa idéia de livre expressão, pois a moda e a midia de massa regula o comportamento dos individuos a todo momento. Essa expressão de identidade, segundo Baudrillard, em vez de caracterizar a singularidade de um ser, assinala antes a sua obediencia a determinado código de valores.

Penso que pesquisas e estudos detalhados são aqueles que levam em conta não o desejo do consumidor e novas oportunidades de mercado, mas sim as reais necessidades do mundo contemporaneo, a escassez dos recursos naturais e o impacto do nosso consumo irracional.

Pensamento Eco Lógico!rs...